'A linguagem das pedras nos corações dos homens' - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

 

 

Notícias

 

China:

As cavernas esculpidas de Longyou

Um mistério tão grande quanto as Pirâmides do Egito: as cavernas de Longyou.*

 

 

Um dos locais subterrâneos mais misteriosos já descobertos foi encontrado na década de 1990

 perto da aldeia de Shiyan Beicun na província de Zhejiang, na China, quando os agricultores

acidentalmente encontraram um complexo subterrâneo há muito tempo escondido.

Leia também do Acervo ARQUEOLOvia:

Nas supostas ruínas de Natividade da Serra - Por C. P. Gomar

A antiguidade dos registros rupestres do Brasil - Por J.A. Fonseca

Cueva de los Tayos: a verdadeira caverna do tesouro - Por Yuri Leveratto

Você sabe o que é Arqueologia? - Por Paulo R. Santos

 

As "Cavernas de Longyou" - com mais ou menos 2 000 anos de idade - são um grupo de cavernas subterrâneas antigas extremamente extensas. Segundo os pesquisadores, elas foram esculpidas totalmente a mão. O complexo subterrâneo espantoso foi descoberto pelos agricultores locais em 1992. Esta descoberta tem chamado a atenção de muitos especialistas de vários países ao redor do mundo, incluindo China, Japão, Polónia, Singapura e EUA.

 

Este lugar é um dos enigmas mais fascinantes e desafiadores já vistos. Por essa questão as cinco cavernas não sofreram nenhuma mudança por um período de mais de 2000 anos, para manter sua integridade original.

 

Inicialmente, foi pensado que o complexo tinha apenas uma única caverna. No entanto, uma investigação mais aprofundada mostrou que a caverna era na verdade uma gigantesca rede de 36 câmaras subterrâneas, escondidas abaixo da superfície, completamente esculpida à mão. Este antigo "mundo" extenso e raro, subterrâneo é considerado na China como a nona maravilha do mundo.

 

As cavernas se situam na província de Zhejiang, na China

 

Mas o que torna o "Longyou Grotto Caves" tão incrível? Bem, além de ser um local absolutamente imenso, não há um único texto antigo que descreva a "cidade" subterrânea nem a sua criação. Ainda hoje, os investigadores não têm absolutamente nenhuma ideia de quem criou o impressionante complexo subterrâneo, qual era seu propósito ou quando ela foi feita.

 

Mas o maior mistério é o nível de precisão alcançado no complexo subterrâneo que ocupa um escalonamento de 2.000 metros quadrados, com o ponto mais alto do complexo subterrâneo superior a 30 metros de altura.

 

Um trabalho de engenharia assustador para o passado humano.

 

As cavernas são notáveis em vários aspectos

  

- As cavernas são muito grandes considerando a sua origem feito pelo homem: a área média de cada caverna é mais de mil metros quadrados, com alturas de até 30 metros e a área total abrangida é superior a 30.000 metros quadrados.

 

- As superfícies do teto, parede e pilar são todos terminados da mesma maneira, com uma série de faixas paralelas.

 

- Eles mantiveram a sua integridade estrutural, e não aparecem se interligar entre si.

 

Os pesquisadores lamentam não haver nenhuma informação

na China sobre quem teria esculpido as cavernas.

 

Para o espanto dos investigadores as quatro "estelas" (pedra erguida) da caverna 1 são simetricamente distribuídas. Os cantos precisos, pedra e tamanho do complexo subterrâneo são esculpidos, isso gerou uma grande confusão em torno dos cientistas, que apesar do grande esforço, não conseguiram encontrar registros que indiquem quando as câmaras subterrâneas gigantes foram construídas ou por quem.

 

Até agora, os pesquisadores só puderam concluir que as cavernas Longyou são magníficas e importantes, o projeto cuidadoso e delicado indica que um sistemas de construção sofisticado foi usados por seus construtores desconhecidos. A precisão presente nos mínimos detalhes é indicativo de artesanato superior, que segundo a história dominante não deveria ter sido possíveis há milhares de anos.

 

As superfícies de tetos e paredes trazem detalhes de traços paralelos.

 

Como é possível que não haja documentos históricos que mencionam o complexo subterrâneo misterioso? É possível que ele foi construído por uma raça desconhecida? É possível que a sua construção remonta dezenas de milhares de anos? Dado o fato de que os chineses antigos eram detentores de registros extremamente meticulosos - é realmente um grande mistério que não tenha registros do complexo subterrâneo gigantesco. A única coisa que os investigadores sabem é que a escavação de todo o complexo teria sido imensa, uma vez que teria envolvido a remoção e movimentação de cerca de um milhão de metros cúbicos de rocha.

  

Além disso, os pesquisadores acreditam que tendo em conta a taxa média por dia de escavação por pessoa; calcula-se que teria levado 1.000 pessoas trabalhando dia e noite e mais seis anos para completar todo o projeto.

 

Comentando sobre as Cavernas Longyou, Yang Hongxun, especialista do Instituto de Arqueologia da Academia Chinesa de Ciências Sociais, explicou: "Na parte inferior de cada caverna, os antigos construtores não seriam capazes de ver o que os outros estavam fazendo na próxima gruta. Mas o interior de cada caverna teve de ser paralelo com o da outra, ou então a parede seria furada na outra gruta. Assim, o aparelho de medida deveria ter sido muito avançado. Deve ter havido algum esquema sobre os tamanhos, localizações, e as distâncias entre as cavernas de antemão".

 

* Informações de ancient-code, via new-age-gamer.

   05/06/2016

 

- Fotos: ancient-code/reprodução.

 

   Leia também do Acervo ARQUEOLOvia:

   Tesouro é achado em local de batalha dos cruzados

   Nas supostas ruínas de Natividade da Serra C. P. Gomar

   Especulações sobre a Ruína de Natividade - Por C. P. Gomar

   A antiguidade dos registros rupestres do Brasil - Por J.A. Fonseca

   Cueva de los Tayos: a verdadeira caverna do tesouro - Por Yuri Leveratto

   Você sabe o que é Arqueologia? - Por Paulo R. Santos

   Fonte Magna - a herança dos sumérios ao Novo Mundo

   Brasil Central: pés e círculos impressos na rocha são alguns vestígios

   Cerâmicas précolombianas: descoberta arqueológica em Itaúna-MG

   Escócia: descoberto túmulo que refaz a história

   J.A. Fonseca registra mais um muro de pedra em Itaúna

   Antigos muros de pedras no interior de Minas Gerais

   Estranhos signos na arte rupestre do Brasil

   Questões não respondidas do Brasil Antigo - Parte 1

   Questões não respondidas do Brasil Antigo - Parte 2

   Fonseca visita os Muros da Mata da Onça VÍDEO

   As inexplicáveis 'construções' de Paraúna (GO)

   Pedra do Ingá: a tese de Baraldi e a conclusão desse autor

   Visite o portal oficial de Gabriele Baraldi

    Visite o portal oficial  de J.A. Fonseca

 

- Produção: Pepe Chaves.

© Copyright 2004-2016, Pepe Arte Viva Ltda.

 

 

Voltar para

ARQUEOLOvia

 

 

 

A TV QUE CRESCE COMO VOCÊ

inconfidente&confiável

 

 HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

© Copyright 2004-2012, Pepe Arte Viva Ltda.

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter