ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

SAÚDE

 

  

São Tomé das Letras:

Cidade já tem 39 casos de covid-19

Uma das últimas cidades do Brasil a registrar caso de covid, São Tomé das Letras já conta 39 casos de covid-19, após sua abertura ao turismo, há exatos três meses. Prefeitura baixa decreto; saiba o que vai mudar e veja os gráficos da doença na cidade.

  

Por Pepe Chaves*

De São Tomé das Letras-MG

Para Via Fanzine

15/01/2020

23h15

 

 

Infográfico mostra a evolução de casos de covid-19 nos 15 primeiros dias do ano.

- Leia outras matérias do Jornal São Tomé Online:

Quase mil solicitações em cerca de 15 dias

Justiça de BH: cidade volta a ficar fechada

Prefeitura baixa decreto para abertura

Cidade é aberta pela Justiça de Três Corações

Cidade resiste à abertura e cobra de prefeita

Comerciantes pedem reabertura da cidade

   

Doença chega em cidade sem hospital

 

Até a sexta-feira, 15/01, São Tomé das Letras contava com 39 casos de covid-19, de acordo com informações do Departamento de Saúde da prefeitura local. Dentre os contaminados, estão pelo menos dois profissionais da Saúde.

 

A cidade ficou fechada para atividades turísticas desde 17 de março até 15 de outubro de 2020, data em que foi aberta por liminar da Justiça mineira, a pedido de um grupo de empresários locais que entrou com uma ação na Justiça de Três Corações solicitando a abertura do turismo e comércio locais, alegando que estariam sendo impedidos de trabalhar. A Prefeitura recorreu, mas uma desembargadora do TJMG em BH indeferiu.

 

Em exatos três meses após a abertura, a cidade já contraiu 39 casos da doença, mantendo na última semana, uma média de 5 novos casos a cada dia. Matematicamente, esta média tenderá aumentar rapidamente nos próximos dias, pois somente agora, 15 dias depois, os possíveis casos de contaminação durante as festividades do réveillon (que recebeu grande número de turistas) deverão vir à tona.

 

A cidade não possui suporte hospitalar adequado para entender casos de covid-19. Muitos moradores estão assustados com a chegada doença, numa cidade que – contra a vontade de alguns - se fechou por seis meses e foi das últimas no Brasil a contrair seu primeiro caso.

 

Aberta ao público por liminar judicial em 15 de outubro, São Tomé das Letras demorou exatos 20 dias para contrair seu primeiro caso de covid-19. Na manhã da quinta-feira, 05 de novembro, às 10h, a Prefeitura de São Tomé das Letras postou em sua página na rede social a atualização do boletim do Departamento Municipal de Saúde informando a detecção do primeiro caso de covid-19 em São Tomé das Letras.

 

A prefeitura local tem divulgado boletins diários com os dados da covid no município. Nossa editoria de arte preparou o infográfico dessa matéria [acima], mostrando as datas e a evolução da covid-19 em São Tomé das Letras.

 

No gráfico do alto, podemos ver a evolução da doença Em São Tomé das Letras a partir de 1º de janeiro passado, quando havia somente dois casos registrados, até o dia de hoje. No segundo gráfico temos a quantidade diária de casos registrados desde 1º de janeiro na cidade, ainda inferiores a dois dígitos.

 

 

Novo decreto municipal entra em vigor

 

No dia 14 de janeiro, o prefeito municipal Tomé Alvarenga (MDB) baixou o decreto municipal nr. 05, estabelecendo “novas Medidas e Proibições para o enfrentamento da emergência em saúde pública em Prevenção e Combate à Contaminação da Doença Infecciosa COVID-19 no âmbito do Município de São Tomé das Letras, regulamenta a Lei Municipal n.º 1.546/2021 e dá outras providências”.

 

O decreto, que está disponível online, estabelece novas medidas de convívio social, entre elas, o percentual autorizado para funcionamento dos estabelecimentos de hospedagem, agora reduzido de 50% (do decreto anterior) à 25% (vinte e cinco por cento).

 

De acordo com o decreto, as medidas permanecerão, “Enquanto a região do Sul de Minas estiver na ‘Onda Vermelha’, nos termos do Parágrafo único, artigo 3º, da Lei Municipal n.º 1.546/2021”.

 

O que vai mudar?

 

Com o novo decreto, fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas em vias e espaços públicos, bem como aglomerações, festas e eventos de qualquer natureza.

 

O decreto também institui o serviço de Tele Consulta – atendimento médico de forma remota - para orientar a população com segurança sobre os casos suspeitos de Coronavírus, diminuindo a necessidade de deslocamento até à Unidade de Saúde e otimizando a assistência prestada, diminuindo tempo de operacionalização, custos e até riscos. O serviço de Tele Consulta será prestado por médico integrante da Rede Municipal.

 

De acordo com o decreto, “O descumprimento das regras e diretrizes definidas na legislação municipal sujeitará o infrator à aplicação das penalidades definidas pela Lei Municipal Nº 1.546/2021, além das que forem cabíveis nas esferas cível e criminal”.

 

Todas as pousadas e restaurantes deverão cumprir a cota de ocupação de 25%. Há fiscais municipais visitando os estabelecimentos. Além das sanções legais previstas em lei, nossa redação foi informada que o infrator também deverá pagar uma multa de R$ 1 mil.

 

São Tomé das Letras não possui hospital de campanha e não conta com nenhum plano especial de Saúde voltado ao combate da doença, em nenhuma das três esferas. A cidade mais próxima que é Três Corações, onde já houve dezenas de mortes pela doença, está com seus 22 leitores ocupados por pacientes com covid.

 

O decreto municipal número 5 pode ser consultado na íntegra clicando aqui.

 

*  Pepe Chaves é jornalista e editor do diário digital Jornal São Tomé Online e da Rede de Portais ZINESFERA.

 

- Com informações da Prefeitura de São Tomé das Letras.

 

- Imagens: Miguel Félix/Jornal São Tomé Online.

 

- Apoio: STL Informática - Assistência Técnica - (35) 98431-1943.

 

- Clique aqui para CURTIR Jornal São Tomé Online

 

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Quase mil solicitações em cerca de 15 dias

Justiça de BH: cidade volta a ficar fechada

Prefeitura baixa decreto para abertura

Cidade é aberta pela Justiça de Três Corações

Cidade resiste à abertura e cobra de prefeita

Comerciantes pedem reabertura da cidade

Outros destaques em Via Fanzine

 

 

Ir para a página principal

 

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2021 Pepe Arte Viva Ltda.