ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

SAÚDE

 

 

São Tomé das Letras:

Comerciantes pedem reabertura da cidade

Fechada por cerca de seis meses São Tomé das letras é uma das nove cidades mineiras (entre as 853 cidades do Estado) que não registrou nenhum caso de covid-19. Movimento pró-reabertura reuniu favoráveis e contrários na praça da cidade.

  

Por Pepe Chaves*

De São Tomé das Letras

Para Via Fanzine

24/09/2020

 

Moradores se reuniram na praça da matriz, em evento que pede a reabertura comercial e empresarial da cidade.

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Ninguém entra ou sai da cidade

Turismo e eventos são suspensos em São Tomé das Letras

São Tomé das Letras e a prevenção ao Coronavírus

Coronavírus: ONU lança alerta às pessoas com deficiência

Outros destaques em Via Fanzine

 

Na manhã dessa quinta-feira, 24/09, diversas pessoas estiveram na Praça Barão de Alfenas, em São Tomé das Letras, Sul de Minas. O motivo foi a mobilização para que a cidade seja reaberta. O movimento articulado por alguns comerciantes locais solicita que o Poder Executivo Municial marque uma data para a reabertura da cidade.

 

Fechada por aproximadamente seis meses por conta da pandemia, São Tomé das Letras é uma das nove cidades mineiras (entre as 853 cidades do Estado) que não registrou nenhum caso de covid-19. A entrada de turistas e visitantes continua fechada, com barreiras na cidade e no distrito de Sobradinho.

 

Nossa reportagem esteve nessa manifestação e pôde conversar com pessoas contra e a favor da abertura. Falando conosco, Romualdo Moisés Leal, um dos articuladores do movimento que pede a abertura da cidade afirmou que este é um movimento pacífico que pleiteia a abertura do comércio e empresas da cidade. 

 

Romualdo Moisés Leal solicita a reabertura da cidade e fala na criação de uma associação comercial e empresarial em São Tomé das Letras.

 

Romualdo afirmou que o evento divulgado por ele na Internet foi uma iniciativa de alguns empresários e empreendedores de São Tomé das Letras que, por dificuldades de continuarem mantendo seus negócios não suportam mais a cidade fechada. Eles pedem à Prefeitura uma data para a reabertura e a normalização do comércio local. Ele também falou sobre sua intenção de se fundar na cidade uma associação empresarial e comercial.

 

Falamos também com Ana Isabel Alvarenga, proprietária de pousada, que integra o movimento e também é a favor da reabertura. De acordo com ela, “Aqui em São Tomé o único serviço que funciona é a Prefeitura e faz 22 anos que não tem um concurso público. E estamos impedidos de trabalhar. Faz sete meses que a cidade está fechada e a gente precisa trabalhar”, afirmou a empresária.

 

Também falamos com alguns cidadãos locais que se manifestaram contrários à abertura da cidade. Muitos alegam que a cidade não tem estrutura para tratar casos de covid e que São Tomé das Letras depende de outros municípios da região para a internação destes casos. Muitos populares que ouvimos no local manifestou o interesse de que a cidade permaneça fechada.

 

Carla Gonzalez diretor do Departamento de Turismo também falou conosco. Perguntada sobre o posicionamento da Prefeitura diante à solicitação dessa junta de comerciantes, ela afirmou que a prefeita de São Tomé, Marisa Maciel, não emitiu ainda nenhum posicionamento a respeito. Segundo informou ela, um decreto da prefeita protelou por pelo menos mais 20 dias a reabertura da cidade.

 

Apoiadores do movimento pró-abertura se recolheram no prédio da Prefeitura Municipal, na Praça da Matriz.

 

Nossa reportagem conseguiu registrar também que a maioria das pessoas presentes na praça era contrária à reabertura. Durante o evento, as pessoas favoráveis a abertura se recolheram no prédio da Prefeitura para uma reunião, à qual não tivemos acesso.

 

No local havia também uma junta com cerca de seis policiais militares. Apesar de alguns ânimos acirrados, o evento ocorreu pacificamente. Até o momento, a Prefeitura Municipal de São Tomé das Letras não se manifestou publicamente sobre este movimento.

 

*  Pepe Chaves é jornalista e editor do diário digital Jornal São Tomé Online e da Rede de Portais ZINESFERA.

 

- Imagens: Pepe Chaves/Jornal São Tomé Online.

 

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Ninguém entra ou sai da cidade

Turismo e eventos são suspensos em São Tomé das Letras

São Tomé das Letras e a prevenção ao Coronavírus

Coronavírus: ONU lança alerta às pessoas com deficiência

Outros destaques em Via Fanzine

 

 

Ir para a página principal

 

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2020 Pepe Arte Viva Ltda.