ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

SAÚDE

 

 

Pandemia:

São Tomé continua fechada, obrigado

Decretos municipais continuam valendo e pessoas de fora não podem entrar na cidade nem para trabalhar. Moradores apoiam medidas de isolamento, mas esperam em breve por dias melhores.

 

Por Pepe Chaves*

De São Tomé das Letras

Para Via Fanzine

03/05/2020

 

O desejo de todos para retomar à vida normal é grande, mas antes disso vem a segurança, e a responsabilidade da prevenção com o isolamento social. E podemos dizer que a praticamente toda a cidade continua fortemente fechada com esta proposta.

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Ninguém entra ou sai da cidade

Turismo e eventos são suspensos em São Tomé das Letras

São Tomé das Letras e a prevenção ao Coronavírus

Coronavírus: ONU lança alerta às pessoas com deficiência

Outros destaques em Via Fanzine

 

 

Desde que a Prefeitura Municipal de São Tomé das Letras torna público o Decreto Oficial n.º 14, datado de 21/03/2020, que estabelece novas normas e procedimentos, a fim de evitar uma possível dissipação do Coronavírus em nossa cidade, muita coisa mudou na cidade. Ruas desertas, portas fechadas, mangueio cancelado.

 

O primeiro decreto municipal trouxe 22 novas medidas a serem cumpridas pela população, onde se destaca as seguintes determinações: TODOS COMÉRCIOS deverão permanecer fechados, EXCETO os de necessidade como: Banco, Correios, supermercados, mercearias, padarias, farmácias e postos de combustíveis. Restaurantes e lanchonetes poderão vender apenas por DELIVERY. (Entregadores deverão usar máscara). Está proibido sair ou entrar na cidade se não for casos de: trabalho, compras, serviços na cidade, além de urgência (motivos de saúde). Proibido o transporte de trabalhadores de cidades vizinhas para as mineradoras.

 

O decreto também veta a realização de cultos religiosos e outros eventos que proporcionem aglomeração de pessoas. As repartições públicas vão trabalhar somente em regime interno. O setor da Saúde também paralisa o atendimento ao público, exceto os atendimentos de urgência ou emergência.

 

Mas um novo decreto foi assinado no dia 08/04, prorrogando o período de isolando por mais 15 dias a contar da data de sua publicação. E finalmente, o último decreto mantendo todas as medidas foi baixado no dia 20/04 pelo prefeito Tomé Alvarenga, prorrogando o isolamento por pelo menos mais 30 dias.

 

Pedreiras só com trabalhadores locais

 

No sábado, 11/04, a Prefeitura Municipal de São Tomé das Letras divulgou um decreto assinado pelo prefeito que autoriza o funcionamento do setor industrial, no que se refere ao trabalho das mineradoras locais, apenas para os trabalhadores que são moradores da cidade.

  

Segundo a informação do Poder Executivo, "A decisão foi baseada nas medidas que a prefeitura estabeleceu às indústrias no âmbito privado, para seguirem como complementares ao enfrentamento do novo coronavírus (covid-19) que devem ser respeitadas cautelosamente pelas mineradoras, acompanhados pela fiscalização do município".

 

De acordo com o artigo 1° desse decreto, "As indústrias passam a ter o seu funcionamento liberado com ressalvas, a saber, só poderão entrar nos campos de trabalhos os funcionários oriundos de São Thomé das Letras, estando PROIBIDO totalmente a entrada de trabalhadores oriundos de outros municípios vizinhos".

 

Voltar como era antes...

 

Pode-se ver um desejo forte de toda a comunidade letrense no sentido de retomarmos a vida normal, como antes. Muitas já sentem saudades do centro lotado, as estradas cheias de veículos e uma outra realidade econômica para toda a cidade. Apesar disso, há uma consciência geral que prevalece, apontando para que todos continuem em seus respectivos retiros.

 

O desejo de todos para retomar à vida normal é grande, mas antes disso vem a segurança, e a responsabilidade da prevenção com o isolamento social. E podemos dizer que a praticamente toda a cidade continua fortemente fechada com esta proposta.

 

Turistas são relatados

 

A cidade continua fechada para visitas turísticas, com suas três barreiras de fiscalização, duas na entrada da cidade e uma em Sobradinho. No entanto, alguns moradores têm relatado nas redes sociais terem visto pessoas de fora circulando na cidade e na zona rural. Caso seja constatada a presença de visitantes a Prefeitura recomenda que sejam denunciados à Polícia. E ainda que muitos desses relatos não tenham sido devidamente comprovados, tudo isso mostra que a comunidade está unida e vigilante para fazer valer a lei.

 

Em São Tomé das Letras continuam suspensos os serviços de hospedagem, além da realização de eventos e esportes coletivos. As aulas também continuam paralisadas nas escolas do município. Nenhum turista poderá entrar na cidade, e as entradas estão sendo monitoradas por agentes de Saúde e pela Guarda Municipal, com o apoio da Polícia Militar. Pessoas que infringirem as normas dos decretos municipais estarão sujeitas às punições previstas por lei.

   

*  Pepe Chaves é jornalista e editor do diário digital Jornal São Tomé Online e da ZINESFERA.

 

 

- Imagem: Prefeitura de São Tomé das Letras/reprodução.

 

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Ninguém entra ou sai da cidade

Turismo e eventos são suspensos em São Tomé das Letras

São Tomé das Letras e a prevenção ao Coronavírus

Coronavírus: ONU lança alerta às pessoas com deficiência

Outros destaques em Via Fanzine

 

 

Ir para a página principal

 

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2020 Pepe Arte Viva Ltda.