QUEM SOMOS EDITORIAL HISTÓRIA NOTÍCIAS EVENTOS AGENDA AMAS JORNAL S.TOMÉ

      

 

TURISMO

 

Pico do Gavião:

Referência geográfica no Sul de Minas

Numa enorme região natural, reunindo vegetação de cerrado e Mata Atlântica o local é berço e abrigo de várias espécies da fauna e flora.

 

Da Redação*

Portal Sobradinho de Minas

24/11/2019

 

O Pico do Gavião, geograficamente situado no município de Luminárias-MG, é o ponto mais alto da região de São Tomé das Letras-MG, e pode ser acessado a partir de Sobradinho de Minas.

 

Situado na Serra do Pico do Gavião, pode ser acessado a partir de Sobradinho (distrito de São Tomé) e também por São Bento Abade, ou pela Trilha do Defunto, que tem início em São Tomé das Letras. O pico tem altitude máxima de 1496 metros e permite uma visão panorâmica de uma vasta região num raio de 360 graus.

 

Parte do solo do pico é formado por uma camada de fina areia branca.

 

Apesar de haver na fauna da região pelo menos três espécies distintas de gaviões sempre avistados por lá, o nome do pico se originou de uma formação rochosa natural, situada próxima ao seu cume. Essa formação lembra um gavião pousado. Infelizmente, faz algum tempo, essa rocha chegou a ser danificada por vândalos, mas foi restaurada por um artista plástico local que conseguiu reconstituir o seu formato original.

 

No alto da serra há uma pedreira desativada e em torno dela, há um conjunto de poços de água transparentes, entre eles, o conhecido Poço de Jade, cujo o nome remete à cor verde deste mineral. No entanto, não há análises sobre a composição da água desses poços. Desta maneira não é recomendável nadar nestes poços.

 

Vista parcial da região do Pico do Gavião.

 

Em um dos flancos da serra voltado para Luminárias está situada uma unidade do Exército Brasileiro (EB), o Campo de Instrução Especial da ESA (Escola de Sargentos e Armas), sediada no município vizinho de Três Corações.

 

O acesso público ao cume do pico só é permitido quando não há treinamentos militares no local, sendo aconselhado fazê-lo com a presença de um guia turístico. A subida para o Pico a partir de Sobradinho de Minas é bem íngreme e o ideal é fazê-la em veículos 4 x 4 ou motocicletas.

 

Um marco geográfico no alto do Pico do Gavião.

 

Recentemente, muitos hectares no topo do Pico do Gavião sofreram com fortes queimadas ocorridas durante três dias seguidos, no mês de setembro de 2019. Na ocasião, o fogo somente foi contido graças ao esforço conjunto de brigadistas locais, Prefeitura de São Tomé, do Corpo de Bombeiros da PMMG e alguns militares da ESA.

 

Toda a região no alto do pico repousa sobre uma camada de cristal de quartzo e em algumas partes há muita areia solta. O local que é bastante ermo guarda tesouros da fauna e flora do cerrado mineiro, que ali, se mistura também com a uma bela vegetação de Mata Atlântica. Há espécies endêmicas de plantas e animais em toda a região da Serra do Pico do Gavião. 

 

- Fotos: Jornal São Tomé Online

 

 

Leia também outros destaques em:

Portal Sobradinho de Minas

Jornal São Tomé Online

 

PÁGINA INICIAL

© Copyright 2019, Dalton Pessoa.
QUEM SOMOS EDITORIAL HISTÓRIA NOTÍCIAS EVENTOS AGENDA AMAS JORNAL S.TOMÉ

      

Hospedagem & manutenção:
 ZINESFERA - Rede de Portais Integrados
www.viafanzine.jor.br