ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

SAÚDE

 

 

Saúde Pública:

Morador questiona prefeito em rede social

Em um grupo de discussão local, morador de São Tomé das Letras questiona o prefeito sobre atendimento e sistema de saúde pública, e ele responde.

 

Por Pepe Chaves*

De São Tomé das Letras

Para Via Fanzine

07/05/2019

 

A falta de termômetros na unidade básica de saúde foi uma das reclamações do morador letrense.

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Resumo Histórico de São Tomé Das Letras

 São Tomé das Letras: Informações básicas

Mistério e beleza em São Tomé das Letras

São Tomé: o Lugar onde o tempo poderia parar

Outros destaques em Via Fanzine

 

Na manhã da segunda-feira, 06/05, o perfil Jesus Art de um morador local fez uma postagem no grupo Coletivo Moradores STL (Facebook) manifestando queixas quanto à falta de recursos na unidade de saúde local. O morador elogiou o trabalho dos profissionais da saúde, mas criticou a falta de materiais e a gestão da unidade de saúde.

 

Algumas horas depois, o prefeito municipal Tomé Alvarenga (MDB) respondeu ao cidadão, através de uma mensagem postada no mesmo grupo. Ele teceu explicações sobre a questão do atendimento e da demanda de matérias na área da saúde.

 

No final de seus comentários, o prefeito de São Tomé das Letras, deixou uma pergunta no ar para o reclamante, e declarou o seguinte, quanto às pessoas de fora que residem na cidade:Não tratamos quem vem de fora de maneira diferente, acho legal as pessoas virem para somar e trazer de alguma maneira uma contribuição seja ela financeira ou apenas boas práticas e costumes de outras regiões, mas acredito que todos que virem de fora antes de mudar, façam uma análise minuciosa do nosso município que não venham achando que aqui tudo é um paraíso, temos aqui inúmeras dificuldade por ser uma cidade pequena e pacata. Porém aqui tem muita coisa que não se tem, por exemplo, na cidade de onde você veio, acredito eu - pois se lá fosse muito bom não teria abandonado?”.

 

A seguir publicamos a queixa do morador Jesus Art e a resposta dirigida a ele pelo prefeito Tomé Alvarenga, inclusive, preservando a digitação original dos emissários no grupo.

 

Jesus Art, disse:

 

“Estive ontem internado no hospital aki de São Thomé das Letras, quero deixar meu agradecimento a todos os profissionais pelo cuidado e competência, eles são verdadeiros heróis, fazem milagres, porque o poder público os colocam la sem nenhuma condição digna de trabalho, não tem material, não tem medicamento, não tem nem termômetro, é isso mesmo, só tem um e ainda apresenta defeito, minha esposa teve que comprar o medicamento na farmácia pra eu ser medicado e enquanto isso nosso prefeito fica tirando foto de calçamento achando que aquilo vai resolver a vida de todos...

 

Uma pena ver profissionais qualificados trabalhando nessa situação, sem contar que se precisar de exames, vc tem que pagar no laboratório que dizem ser parceiro da prefeitura, aliás Tome Alvarenga, gostaria que vc esclarecesse pra nós moradores como funciona essa parceria, pq essa é a unica cidade que vejo o SUS, te indicar o particular, então procurei o Ministério Público de BH e eles me disseram que isso não existe e que não pode acontecer..

 

Hj é minha filha que esta doente e vou ter que sair daki pra outra cidade se quizer um tratamento pra ela...

 

Então me diga prefeito o que é que vc faz pra melhorar isso?

Tem certeza que vc esta prefeuto pq gosta da cidade e quer trabalhar por ela, ou está apenas pelo salário e status?”.

 

Tome Alvarenga, disse:

 

“Meu caro Jesus Art, e a todos

 

Boa noite!

 

Nossa pequena cidade não tem hospital, o que temos aqui é uma UBS- Unidade Básica de Saúde.

 

Queríamos ter condições de ter um hospital na cidade, mas sabemos as dificuldades que as cidades grandes enfrentam para manter o hospital.

 

Nossos profissionais trabalham com amor e carinho com todos os pacientes que por ali passam e da mesma forma atenderam você. As condições que eles têm é ainda maior do que teríamos condições de ter, isso porque a nossa gestão fez e continua fazendo cada dia que passa uma gestão de economia e contenção de gastos, para não fazermos cortes na saúde e educação, por considerarmos esses departamentos de maior importância aos nossos munícipes.

 

Com relação ao material afirmo que na UBS, no momento havia disponibilidade de quatro termômetros na Unidade. Segundo a servidora responsável, os termômetros "não foram encontrados no momento".

 

Sobre a questão de exames temos uma pequena cota no consórcio cissul para complementar a cota do SUS para atender a população mais carente e prioritários do município.

 

Quanto a tirar fotos das estradas, tenho sim que mostrar um pouco das coisas boas que estamos fazendo, pois das nossas falhas ou deficiências, sempre tem pessoas que fazem questão de mostrar. Além disso, a maior parte dos anseios da população que tomamos conhecimento é com relação às estradas.

 

Não tratamos quem vem de fora de maneira diferente, acho legal as pessoas virem para somar e trazer de alguma maneira uma contribuição seja ela financeira ou apenas boas práticas e costumes de outras regiões, mas acredito que todos que virem de fora antes de mudar, façam uma análise minuciosa do nosso município que não venham achando que aqui tudo é um paraíso, temos aqui inúmeras dificuldade por ser uma cidade pequena e pacata. Porém aqui tem muita coisa que não se tem, por exemplo, na cidade de onde você veio, acredito eu - pois se lá fosse muito bom não teria abandonado?".

 

Ambas as mensagens públicas geraram discussões diversas entre os membros do grupo, com algumas pessoas também pontuando sobre suas experiências – negativas e positivas – acerca do setor da saúde local.

  

*  Pepe Chaves é jornalista e editor do diário digital  Jornal São Tomé Online e da ZINESFERA.

 

- Foto: Divulgação.

 

- Leia outras matérias sobre São Tomé das Letras:

Resumo Histórico de São Tomé Das Letras

 São Tomé das Letras: Informações básicas

Mistério e beleza em São Thomé das Letras

São Tomé: o Lugar onde o tempo poderia parar

Outros destaques em Via Fanzine

 

Ir para a página principal

 

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2019, Pepe Arte Viva Ltda.