ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

 

 Meio Ambiente

     

Pico do Gavião:

EB e CB reafirmam combate ao fogo

Oficiais militares do Exército e do Corpo de Bombeiros falaram com o Jornal São Tomé Online sobre seus respectivos envolvimentos na luta contra o fogo no Pico do Gavião.

   

Reportagem de Pepe Chaves*

De Sobradinho de Minas, STL-MG

Para Jornal São Tomé Online

e Portal Sobradinho de Minas

21/09/2019

 

Militares da ESA se juntaram aos Corpo de Bombeiros e voluntários para combater o fogo no Pico do Gavião.

Leia também:

Fogo destrói mata no Pico do Gavião

Outros destaques no Jornal São Tomé Online

Outros destaques em Via Fanzine

 

Os trabalhos de combate ao fogo prosseguem na região do Pico do Gavião, na divisa de São Tomé das Letras com Luminárias, onde muitos hectares já foram queimados por um incêndio descontrolado nos últimos dias.

 

Informamos em matéria anterior, que na tarde da sexta-feira, 20/09, nossa reportagem esteve no local onde encontrou somente civis trabalhando contra o fogo. No entanto, as autoridades se manifestaram neste sábado, 21/09 e fomos informados oficialmente que o Exército Brasileiro (EB), através da Escola de Sargentos de Armas (ESA) e também o Corpo de Bombeiros Militar (CB), ambos sediados em Três Corações, estão trabalhando no local desde o dia 18/09, contra o avanço do incêndio desde o surgimento dos primeiros focos.

 

Veículo do Exército tem sido usado no combate ao incêndio.

 

Coronel Mota, da ESA, esclarece sobre incêndio

 

O coronel Mota, oficial chefe de Comunicação para o Exército Brasileiro (EB) da ESA em Três Corações falou conosco por telefone neste sábado, 12/09, e confirmou a participação de seus soldados na operação contra o incêndio no Pico do Gavião.

 

Mota informou que um destacamento com 32 soldados e uma viatura cisterna foram enviados ao local na tentativa de conter os focos do imenso incêndio que nos últimos quatro dias grassa aquela região.

 

Ele nos enviou duas notas do EB expedidas à imprensa [publicadas abaixo], onde informa que desde o dia 18/09 a ESA vem empregando militares do seu Batalhão de Comando e Serviços em ações de combate a incêndio em São Tomé das Letras.

 

 

Primeira nota do EB/ESA sobre o incêndio.

 

De acordo com as notas, os primeiros focos desse incêndio surgiram na quarta-feira, 18/09 e chegaram a ser controlados, porém, em seguida outros focos surgiram e se alastraram pela região. A nota segue informando que a ESA deslocou parte de seu efetivo e veículos de combate às chamas para atuarem juntamente com o Corpo de Bombeiros Militar e voluntários nos locais do incêndio no alto do pico.

 

Segunda nota do EB/ESA sobre o incêndio.

 

O coronel Mota também informou que o EB (que recentemente estava com um considerável destacamento em seu Campo de Instrução na região do Pico do Gavião) começou a combater os primeiros focos de incêndio ainda na quarta-feira, 18/09. Segundo ele, o Corpo de Bombeiros solicitou apoio ao EB na quinta e sexta-feira, e novamente o Executivo Municipal em São Tomé solicitou-lhe apoio neste sábado, 21/09.

 

Militares do Exército, Corpo de Bombeiros e voluntários que lutam contra o fogo no Pico do Gavião.

 

Perguntado sobre o boato que correu nas redes sociais de que integrantes do próprio EB teriam colocado fogo na mata pouco antes de se retirarem de seu Campo de Instrução, após os exercícios realizados, o militar negou veementemente a informação. Segundo o Coronel Mota, “O início dos focos em nenhum momento foi provocado por tropa da ESA. Nós temos uma cultura e mentalidade de preservação ambiental, em todas as atividades realizadas pela ESA. Temos a preocupação de conservação dos nossos campos de instrução que geralmente têm mata nativa, e esta preocupação não é tão somente em preservar, como também de mantê-los limpos, pois é a nossa área de jurisdição”, afirmou o militar.

 

Mota destacou que vivemos um momento de estiagem e que as queimadas têm sido comuns em todo o Sul de Minas. Reafirma que "em momento algum o EB teria provocado incêndio em nenhuma área, seja militar ou propriedade particular”.

 

Militares do EB trabalhando no combate ao fogo na região do Pico do Gavião.

 

O militar informou que o Exército não é a instituição apropriada para o combate ao fogo, mas que está sempre alerta em situações de emergência como essa, e por isso, entrou na luta contra o fogo na região ao acatar a solicitação de apoio do prefeito de São Tomé das Letras, Tomé Alvarenga (MDB), além de receber também solicitação de apoio do Corpo de Bombeiros em Três corações. Ele frisou que o EB não pode tomar esta iniciativa, mas somente acatá-la de órgãos públicos, como tem sido o caso.

 

Corpo de Bombeiros contra incêndio florestal

 

Na tarde deste sábado, 21/09, nossa reportagem falou pessoalmente com o tenente Alex Rezende, militar comandante do Corpo de Bombeiros em Três Corações-MG. Nosso encontro se deu na praça central de Sobradinho de Minas, distrito de São Tomé das Letras, situado próximo à região do incêndio.

 

Falando com nossa reportagem o tenente Rezende frisou que desde o surgimento dos primeiros focos de incêndio o Corpo de Bombeiros se encontra engajado no combate. Rezende explicou que o Corpo de Bombeiros em Três Corações conta com um efetivo de apenas cinco homens, e que todos têm se revezado nos trabalhos contra o incêndio na região do Pico do Gavião.

 

Em Sobradinho, o tenente Alex Rezende, comandante do Corpo de Bombeiros em Três Corações-MG falou conosco sobre o incêndio.

 

Rezende também declarou que o prefeito municipal de São Tomé das Letras, Tomé Alvarenga, solicitou ao Corpo e Bombeiros uma aeronave para os trabalhos contra o incêndio. No entanto, segundo ele informou, a única aeronave que estaria disponível seria a do quartel de Varginha, que infelizmente se encontra em manutenção na capital Belo Horizonte, neste momento.

 

O militar informou que grande parte do incêndio já foi contida e reiterou o empenho do Corpo de Bombeiros que tem utilizado também seus veículos nas operações de combate ao incêndio. O tenente Rezende exaltou o trabalho e apoio recebido dos brigadistas locais.

 

Fumaça esbranquiçada no final da tarde

 

Ao cair da noite deste sábado, a chuva que era esperada não veio. Na região de Sobradinho de Minas o ar se encontra bastante turvo, esbranquiçado de tanta fumaça vinda dos locais do incêndio.

 

Na imagem acima vemos uma grossa camada de fumaça pairando no ar, na direção contrária ao Pico do Gavião, no distrito de Sobradinho de Minas.

 

A situação do ar é crítica e a saúde pública pode estar em risco devido à quantidade de detritos de queima ed plantas pairando no ar. Nesse momento as chamas parecem ter diminuído na região mais crítica do incêndio e todos esperam por uma chuva, único remédio que poderá sanar de vez este mal que tanto aflige nos últimos dias.

 

Segundo o INPE, a probabilidade de chuva para hoje (sábado) é de 60% e amanhã à tarde (domingo) é de 90%.

 

- INICIATIVA CIVIL: Pessoas interessadas em colaborar no suporte ou no combate ao fogo podem entrar em contato com a Brigada São Thomé, através de sua página no Facebook.

     

* Pepe Chaves é jornalista e editor dos portais Via Fanzine, Jornal São Tomé Online e da Rede ZINESFERA.

 

- Imagens: EB/ESA e Pepe Chaves/Jornal São Tomé Online.

 

- Agradecimentos especiais: Coronel Mota (EB/ESA), tenente Rezende (CB/PMMG) e Wander Moreno, que colaboraram para a elaboração desta matéria.

 

Leia também:

Fogo destrói mata no Pico do Gavião

Outros destaques no Jornal São Tomé Online

Outros destaques em Via Fanzine

 

- Produção: Pepe Chaves.

© Copyright 2004-2019, Pepe Arte Viva Ltda.
 

Ir para a página principal

 

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2019, Pepe Arte Viva Ltda.