ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           

 

ESPAÇO DO LEITOR

 

 

Denúncia:

Leitora denuncia evento e diz que foi golpe

O evento Spiritus que seria realizado em São Tomé das Letras, depois transferido para Três Corações prometia três dias de festa. Mas tudo acabou logo no primeiro dia decepcionando o público pagante. Frequentadora do evento procurou o Jornal São Tomé e denunciou o ocorrido.

 

Da Redação

Jornal São Tomé Online

09/03/2019

 

 

Público pagante reclama da organização que prometeu mas não fez acontecer conforme o anunciado.

- Leia também:

Vereador Jiló volta a questionar sobre a água

Outros destaques no Jornal São Tomé Online

Resumo Histórico de São Tomé Das Letras

 São Tomé das Letras: Informações básicas

Mistério e beleza em São Thomé das Letras

São Tomé: o Lugar onde o tempo poderia parar

Outros destaques em Via Fanzine

 

Indignada, uma frequentadora do Evento Spiritus entrou em contato conosco para denunciar a não ocorrência da festa conforme anunciada. O evento estava marcado para acontecer entre os dias 1º e 03/03, durante o carnaval. Segundo ela, a organização do evento, a cargo de Michel Silva, agiu de má fé e faltou com respeito ao público pagante.

 

Em um mensagem enviada ao Jornal São Tomé, Raissa Cardoso, que saiu de Barbacena para participar do evento Spiritus (que ocorreu parcialmente) nos fala de sua decepção, da péssima organização e da insatisfação das pessoas que compareceram ao evento. Se sentindo lesada, ela nos falou que alguns dos frequentadores estudam tomar medidas judiciais contra a organização, uma vez que o corrido se configura em danos morais, de acordo com a legislação brasileira. Para a queixosa, o que ocorreu teria sido um "golpe" por parte da organização.

 

Outras pessoas que  pagaram ou participariam também se queixaram à nossa reportagem sobre a não realização do evento nos moldes anunciados. Diversos profissionais se deslocaram ao local para prestar seus serviços e tiveram que retornar após a interrupção do evento, tendo que arcar com os próprios prejuízos. Entre eles, os atores da Cia. Uniarte de São Tomé das Letras, que faria uma apresentação durante o evento tiveram que retornar à cidade sem receber a contrapartida prometida pela organização.

 

Nossa reportagem entrou em contato através do Facebook com Michel Silva solicitando explicações, mas até o momento ele não nos retornou. A seguir, reproduzimos na íntegra a nota nos enviada por Raissa Cardoso sobre o ocorrido.

 

"Bom dia, gostaria de contar um pouco o que aconteceu com nossa galera aí.

 

Fomos roubados enganados e passados pra trás. Era pra ter rolado do dia 1 ao dia 3 de março um festival chamado Spiritus.

 

O evento oferecia mil e um benefícios pra galera, veio com promessas de preço justo, assessoria jurídica, espaço de cura, intervenções artísticas, DJs gringos e outras.

 

Como oferecia um preço bem abaixo do comum mandei mensagem para o celular do Michel Silva e fui muito bem recebida, me explicou que era um evento sem visar lucro, amigos se juntando pra curtir um carnaval maneiro, e que não haveria luxo. Caí no caô do cara. Um dia antes do evento, estávamos de van paga, convite comprado e malas prontas.

 

O cara simplesmente muda o local do evento. O evento que iria acontecer em São Tomé passa a ser em 3 corações. Explicou que o lugar anterior possuía uma nascente e que o evento poderia prejudicar. E que o novo local possuía uma estrutura melhor e mais adequada para festa.

 

Bom tudo pronto fomos mesmo triste por não ser mais em São Tomé.

Pegamos BR de baixo de chuva e passamos por mais de 5 horas de viajem. Então chegamos ao local, devido à chuva estava todo atolado o caminho, descemos andando, pois não passaria van, tudo bem até então entendemos que é comum acontecer.

 

Chegando no rolê simplesmente a tenda estava no chão, o som não era de qualidade e não tinha iluminação no local. Tudo bem também, pois não estávamos esperando uma estrutura top pelo preço que pagamos. Mas estávamos esperando um rolê.

 

Em menos de 8 horas de som rolando o dono do sítio foi lá e desligou a luz, pois alegou que o Michel não pagou o aluguel do sítio. Sem explicação nenhuma o Michel simplesmente deixou a galera na mão, roubou toda a grana da portaria do evento e sumiu, deixando o pessoal que trabalhou a noite no bar com fome. Nossa galera que salvou uns biscoitos e pão pra galera que TRABALHOU sem receber 1 centavo.

 

O rapaz da tenda desmontou a tenda com os olhos cheio de água pois também não recebeu 1 centavo e teve seu trabalho jogado atoa. DJs de outra cidade chegando pra tocar e ficaram só no prejuízo de logística e nem som tinha pra tocar. Encontrei muitas pessoas de outras cidades São Paulo, Rio, várias cidades de Minas, pessoas sem condições de voltar pra casa, pois o evento rolaria por 3 dias e as van voltaram pra cidade.

 

Foi a maior falta de respeito com o público com os trabalhadores e o Michel simplesmente sumiu e até hoje não deu nenhuma explicação. Postei em alguns grupos de música eletrônica e de São Tomé e recebi muitos relatos de que não é a primeira vez que acontece isso em São Tomé e que o Michel já esteve envolvido em outras festas que também não aconteceram e ele sumiu com o dinheiro. Disse que o cara é figurinha repetida da cidade conhecido pelos seus golpes. Bom, gostaria de expor o cara, pois não podemos aceitar que isso continue se repetindo. Sem falar que a cidade é tão linda com uma energia tão maravilhosa que é inacreditável que exista pessoas como o Michel vivendo nela.

 

Gostaria que vcs contassem nossa história. Eu era aniversariante e levei mais de 10 amigos meus pra comemorar esse dia comigo, imaginei que seria o melhor aniversário da minha vida, pois vcs não têm ideia de como eu amo são Tomé e uma rave em São Tomé era tudo que eu precisava pra ser a pessoa mais feliz do mundo no dia do meu aniversário, e esse sonho virou o meu maior pesadelo.

 

Não podemos aceitar um safado desse metendo o golpe, enganando e mentindo, sem falar que ele usa o nome de produtoras sérias e responsáveis para fazer a galera cair no golpe queimando a cena, a cidade e o nome dessas produtoras legais.

 

Obrigada pela atenção.

 

Raissa Cardoso".

 

- Foto: Divulgação/Facebook.

 

- Leia também:

Vereador Jiló volta a questionar sobre a água

Outros destaques no Jornal São Tomé Online

Resumo Histórico de São Tomé Das Letras

 São Tomé das Letras: Informações básicas

Mistério e beleza em São Thomé das Letras

São Tomé: o Lugar onde o tempo poderia parar

Outros destaques em Via Fanzine

 

Ir para a página principal

ARQUEOLOVIA ASTROVIA DORNAS ITAÚNA J.A. FONSECA SÃO TOMÉ UFOVIA VIA FANZINE           
© Copyright 2004-2019, Pepe Arte Viva Ltda.

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter