HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

 

 

 Minas Gerais

 

STJ:

Julgamento de Pimentel será retomado

STJ vai retomar julgamento de denúncias contra governador mineiro Fernando Pimentel*.

 

A decisão foi tomada após uma questão de ordem apresentada durante a sessão

da Corte Especial do tribunal, responsável pelo julgamento de governadores.

Leia também:

Últimos destaques de Via Fanzine

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta quarta-feira que voltará a julgar as denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), investigado na Operação Acrônimo, da Polícia Federal (PF).

 

A decisão foi tomada após uma questão de ordem apresentada durante a sessão da Corte Especial do tribunal, responsável pelo julgamento de governadores. Os ministros resolveram aplicar decisão tomada no início do mês pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que descartou a necessidade de autorização prévia das assembleias legislativas para abrir ação penal contra governadores.

 

Antes da decisão do Supremo, a primeira denúncia contra Pimentel foi enviada à Assembleia de Minas, mas não chegou a ser votada; e a segunda aguardava a manifestação da Suprema Corte.

 

Operação Acrônimo

 

Apresentada em maio do ano passado pela Procuradoria-Geral República ao STJ, a denúncia contra Pimentel baseia-se nas investigações da Polícia Federal (PF) no âmbito da Operação Acrônimo, instaurada para apurar esquemas ilegais que teriam beneficiado o governador na campanha eleitoral de 2014. Segundo a PF, empresas teriam pago vantagens ilegais durante o período em que Pimentel comandou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, entre 2011 e 2014.

 

Em outubro do ano passado, o STJ decidiu encaminhar a primeira denúncia contra o governador à Assembleia Legislativa, após a maioria dos ministros entender que é necessária autorização prévia do Legislativo local para dar prosseguimento ao processo.

 

O advogado do governador, Eugênio Pacelli, sustenta que a denúncia da PGR é frágil e “feita com base exclusivamente em depoimento de colaborador, não se apoiando em nenhum meio de prova admitido pela Justiça.”

 

* Informações da Agência Brasil.

   17/05/2017

 

- Foto: Fernando Cavalcanti.

 

*  *  *

 

Pará de Minas:

Adolescente é vítima do Baleia Azul, o jogo do suicídio*

Rapaz de 19 anos morador de Pará de Minas já tinha tentado sair do grupo do Baleia Azul que

 incentiva as pessoas a tirarem a própria vida, mas se matou por overdose de medicamentos.

 

Imagem da baleia azul é utilizada como código para o jogo do suicídio.

Leia também:

Últimos destaques de Via Fanzine

 

A morte de um adolescente de 19 anos de Pará de Minas, na Região Central do estado é investigada pela Polícia Civil; ele seria a primeira vítima mineira de um jogo internacional de desafios que levam seus participantes ao suicídio. Chamado Baleia Azul, esse game de origem russa começa por meio de contatos com grupos secretos do Facebook e culmina com um administrador repassando 50 desafios de graus variáveis de dificuldade, sendo a última tarefa a pessoa dar cabo da própria vida.

 

Gabriel Antônio dos Santos Cabral tinha mulher e uma filha de apenas 40 dias e segundo sua mãe, Maria de Fátima Santos, de 37, vinha tentando deixar esse grupo, mas sofria uma pressão muito grande e nos últimos dias vinha agindo de forma estranha. O corpo dele foi encontrado pela mulher sobre a cama do casal, depois que ela voltou do pernoite na casa da mãe, nesta quarta-feira. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados e os socorristas encontraram cinco cartelas vazias de um antidepressivo. Estima-se que o rapaz tenha ingerido dezenas desses comprimidos na noite anterior. O caso está sendo investigado na Delegacia Regional de Pará de Minas, onde o telefone celular da vítima está sendo periciado.

 

De acordo com a Polícia Civil, o grupo que Gabriel participava está sendo investigado e foram encontrados participantes de todos os estados do Brasil com idades entre 10 e 20 anos. Gabriel foi enterrado nesta manhã sob muita comoção. Uma de suas irmãs chegou a desmaiar. Na família todos comentavam não esperar por esse tipo de desfecho, comentando que o rapaz era trabalhador, pagava as próprias contas de aluguel e da casa e estava planejando uma festa de aniversário para a filha, no fim deste ano.

 

A mãe conta que só soube sobre o jogo no último domingo (9), quando o próprio filho a contou sobre sua participação. “Pedi a ele para sair disso. Que isso era coisa do diabo, de quem tem pacto com o demônio e está coletando as almas dos outros. Ele disse que tentava sair, mas que as pessoas do grupo adicionavam ele de volta, atormentavam meu filho, ele não sabia mais o que fazer”, relata Maria de Fátima.

 

Segundo a mãe contou à polícia, o jovem disse que já tinha cumprido alguns desafios, como tirar uma fotografia assistindo a um filme de terror, filmar a ele mesmo no alto de um edifício e chegou a se cortar tentando desenhar uma baleia no braço com uma lâmina de barbear quebrada, desafio que não terminou. O remédio que ele tomou era uma prescrição médica para a insônia e a enxaqueca que o afligiam, segundo a mãe. “Ele tinha dificuldades para dormir e dores de cabeça, enxaquecas. O médico tinha prescrito e ele tomou tudo”, conta.

 

Como funciona - O jogo tem um curador ou moderador que distribui os desafios a partir de um grupo secreto onde os contatos são iniciados pelo Facebook. Entre os desafios estão provas mórbidas que de certa forma preparam os participantes para o suicídio.

 

São desafios típicos, por exemplo: escrever frases e fazer desenhos com lâminas na palma da mão e nos braços, assistir a filmes de terror de madrugada, subir no alto de um telhado ou edifício, escutar músicas depressivas, mutilar partes do corpo - como os lábios -, ficar doente, ir a uma estrada de ferro de madrugada, receber e aceitar uma data para a sua morte e cumprir essa missão.

 

* Informações de Mateus Parreiras/Estado de Minas (BH).

   13/04/2017

 

- Foto: Reprodução/Facebook.

 

*  *  *

 

Belo Horizonte:

Diretoria da sociedade mineira

de cardiologia toma posse*

O presidente eleito, Dr. José Zanon salientou o projeto de intensificar as ações para

o incremento da educação médica, especialmente para os cardiologistas do interior do Estado.

 

 

Drs. Jose Zanon (Presidente SMC), Carlos Miranda (Vice-Presidente SMC), Alessandro Bao Travizani

(Presidente de Comitê), Marcos Bolivar Malaquias (Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia).

Leia também:

Últimos destaques de Via Fanzine

 

Com a presença da diretoria da Associação Médica de MG, Academia Mineira de Medicina, Conselho Regional de Medicina de MG, Sindicato dos Médicos de MG, e diversas outras autoridades, tomou posse no último dia 22, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a nova diretoria da Sociedade Mineira de Cardiologia, para o biênio 2016-2017.

 

O presidente eleito, Dr. José Zanon salientou o projeto de intensificar as ações para o incremento da educação médica, especialmente para os cardiologistas do interior do Estado, corroborado pelo também presente e recentemente empossado presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, o mineiro dr Marcos Bolivar Malaquias, que reforçou a necessidade das sociedades trabalharem juntas visando ações de prevenção das doenças cardiovasculares, que atualmente são as que mais matam pessoas no mundo.

 

Hoje a Cardiologia brasileira é respeitada em todo o mundo, sendo o congresso anual da Sociedade Brasileira o terceiro maior da especialidade no planeta.

 

Itaúna, finalmente, passa a ter representação junto à Sociedade Mineira, através do cardiologista Dr. Alessandro Bao Travizani, eleito presidente do Comitê de Ciências Básicas da entidade, com a missão de promover ações para dotar os cardiologistas mineiros de conhecimentos para identificarem e também participarem do tratamento de doenças que fazem parte do dia a dia da especialidade, tais como o diabetes, obesidade, doenças da tireoide, etc, tendo em vista a carência crônica de especialistas nessas áreas e a necessidade de se oferecer tratamentos mais abrangentes aos pacientes.

 

* Informações de Alessandro Bao Trevizani

 

- Imagem: Divulgação.

 

Página inicial  HOME

 

 

 

 

 

 HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

© Copyright 2004-2016, Pepe Arte Viva Ltda.

 

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter