A sua plataforma de embarque para a Astronáutica, Astrofísica e Astronomia  - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 

 

 Observatórios

 

 

Caça-ETs:

Projeto de US$ 100 milhões busca vida fora da Terra*

Milner, o investidor russo responsável pelo financiamento do projeto,

fez fortuna investindo em sites como o Facebook e o Alibaba.

           

 

"Pode existir uma espécie de internet galáctica carregada por raios laser atravessando a galáxia,

e nós aqui da Terra podemos fortuitamente acabar encontrando um desses raios", diz Marcy.

 Leia também do Arquivo ASTROVIA:

Observatório de Itacuruba: uma obra inacabada

Telescópios ameaçados de fechar

Novo telescópio gigante no Chile

Chilenos esclarecem a morte de uma estrela

Chile terá maior telescópio do mundo

Portugal: Maior telescópio já está operante em Pampilhosa

  Da luneta de Galileu ao telescópio James Webb

  Observatório de NEOs será montado em Itacuruba-PE

 

Em um evento realizado nesta segunda-feira, 20/07, na The Royal Society em Londres, o astrofísico inglês Stephen Hawking e o empreendedor russo Yuri Milner anunciaram um projeto de US$ 100 milhões, voltado para a busca de vida inteligente fora da Terra.

 

O projeto, chamado de “Breakthrough Listen”, terá dez anos de duração, e utilizará radiotelescópios, telescópios ópticos e detectores ultrassensíveis para analisar estrelas e galáxias próximas à nossa em busca de sinais de vida inteligente.

 

Serão analisadas mais de um milhão das estrelas mais próximas da Terra no plano da Via Láctea, além de estrelas em outras galáxias. Na Via Láctea, serão estudadas estrelas mais próximas do centro da galáxia, já que, nessa região, elas estão dispostas de maneira mais próxima umas das outras.

 

Milner, o investidor russo responsável pelo financiamento do projeto, fez fortuna investindo em sites como o Facebook e o Alibaba. O russo contribui também para a pesquisa científica: ele é responsável pela criação da Breakthrough Prize Foundation, que a cada ano premia as mais importantes descobertas nas áreas de matemática, física fundamental e ciências da Vida.

 

Financiamento

 

Os US$ 100 milhões serão utilizados para custear o uso dos equipamentos necessários, tais como o satélite National Radio Astronomy Observatory (que tem o tamanho de um estádio de futebol americano), na cidade de Green Bank nos Estados Unidos, e o radiotelescópio de 64 metros de altura do Parkes Observatory, na Austrália.

 

O projeto também utilizará o telescópio do Lick observatory, na Califórnia, para procurar por sinais ópticos e lasers. Isso porque os lasers podem ser uma forma por meio da qual outras espécies de vida inteligente estejam se comunicando na galáxia.

 

Segundo o astrofísico Hunter Geoff Marcy, que particiará do projeto, "pode existir uma espécie de internet galáctica carregada por raios laser atravessando a galáxia, e nós aqui da Terra podemos fortuitamente acabar encontrando um desses raios".

 

Além do Breakthrough Listen, a dupla anunciou também a competição "Breakthrough Message", cujo intuito é procurar possíveis respostas a sinais de vida inteligente extraterrestre (caso tais sinais sejam encontrados). A competição distribuirá um total e US$ 1 milhão em prêmios para as melhores respostas, embora não haja garantia de que mesmo as respostas vencedoras serão enviadas.

 

* Informações de Olhar Digital.

  20/07/2015

 

- Imagem: breakthrough iniciatives/reprodução.

 

 Leia também do Arquivo ASTROVIA:

Observatório de Itacuruba: uma obra inacabada

Telescópios ameaçados de fechar

Novo telescópio gigante no Chile

Chilenos esclarecem a morte de uma estrela

Chile terá maior telescópio do mundo

Portugal: Maior telescópio já está operante em Pampilhosa

  Da luneta de Galileu ao telescópio James Webb

  Observatório de NEOs será montado em Itacuruba-PE

 

Leia outras matérias na

www.viafanzine.jor.br/astrovia.htm ©Copyright, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

 

 

 

DORNAS DIGITAL

 

 

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter