A sua plataforma de embarque para a Astronáutica, Astrofísica e Astronomia  - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 

 

 Curiosity em Marte

 

Pasadena/Califórnia:

Lar doce lago*

Sonda Curiosity coleta sedimentos que seriam de um extinto lago marciano com as condições certas para a

formação de vida primitiva. O estudo é a primeira evidência direta de que o planeta vermelho já foi habitável.

 

Dados da sonda Curiosity revelam que Marte já foi um planeta habitável. Em uma região da cratera Gale

(circulada na foto) teria existido um lago com características propícias para abrigar bactérias comedoras de rochas.

Assista simulação de Marte a 4 bilhões de anos

Veja galeria de fotos envolvendo o pouso do Curiosity em Marte

Leia também:

Equipe do Curiosity diagnostica falha elétrica

Curiosity identifica vestígios de água, mas sofre apagão

NASA desfaz expectativa de ‘notável descoberta’

Sonda orbitadora vê Curiosity em Marte

Curiosity desceu em Marte com tranquilidade

Chegada de Curiosity será mostrada na TV

Curiosity: fogos de artifício riscam os céus de Marte

  Nasa lança novo jipe robô Curiosity a Marte

  Curiosity, o sucessor dos robôs marcianos

 

Um planeta repleto de montanhas e vales, regado de rios e lagos. Não estamos falando da Terra, mas de Marte. O árido planeta vermelho já pode ter sido tão habitável quanto o nosso. A desconfiança, já bem estabelecida na comunidade científica, acaba de se fortalecer com novos dados da sonda Curiosity. Rochas coletadas pelo jipe da agência espacial norte-americana, a Nasa, mostram vestígios inéditos de um lago habitável em Marte que existiu há pelo menos 3 bilhões de anos.

 

Os sedimentos são fruto de uma das muitas perfurações que a sonda tem feito na cratera Gale, um buraco de 154 km de diâmetro (15 vezes a área da cidade do Rio de Janeiro) que fica na região do planeta conhecida como baía de Yellowskife. Ao estudar a amostra, uma equipe internacional de pesquisadores percebeu se tratar de sedimentos típicos de um ambiente aquático e enlameado, como um lago.

 

A existência de um ambiente como esse em Marte não foi novidade. Vestígios de água no planeta vermelho já são bem documentados. O inusitado veio com análises mais refinadas da constituição dos sedimentos, que revelaram a presença de carbono, nitrogênio, oxigênio, fósforo e enxofre – substâncias necessárias para a fixação de formas primitivas de vida, como bactérias.

 

Os sedimentos também apresentaram baixa salinidade e Ph neutro. Segundo os pesquisadores, juntas, essas características compõem um ambiente ideal para abrigar microrganismos como as bactérias litoautróficas, que se alimentam apenas de rochas.

 

Os vestígios do antigo lago que poderia abrigar vida primitiva foram descobertos após

a análise de amostras coletadas em perfurações feitas pela sonda Curiosity em rochas marcianas.

 

Amostras de sedimentos marcianos

 

“Sabemos que existiu água em Marte, mas água sozinha não é suficiente para manter a vida”, diz à CH On-line o geólogo Joel Hurowitz, pesquisador da Universidade Stony Brook (EUA) e um dos autores da pesquisa, publicada hoje na Science. “Para que Marte fosse habitável, seriam necessários esses elementos chave que encontramos, como oxigênio e nitrogênio, além de uma fonte de energia para o metabolismo dos microrganismos, nesse caso, as rochas.”

 

O estudo não encontrou evidências diretas de vida; apenas mostrou que o planeta teve tudo para que ela se formasse. Mas Hurowitz lembra que esse era mesmo o principal objetivo da missão Curiosity: descobrir se Marte já foi habitável. “Nosso estudo é a mais profunda caracterização de um ambiente fora da Terra e o primeiro a mostrar que nosso planeta não é o único com potencial para abrigar vida”, diz o cientista orgulhoso.

 

De oásis a deserto

 

Pela análise do padrão geográfico da região, os pesquisadores estimam que o lago cobria uma área de 4km2. A equipe pretende ainda fazer mais estudos, perfurando camadas mais profundas de rocha, para saber se o lago era perene ou não e determinar com mais exatidão por quanto tempo ele durou.

 

Os pesquisadores estimam que o lago cobria uma área de 4km2

 

“Conforme perfuramos as rochas da cratera Gale, viajamos no tempo: quanto mais profundos os sedimentos, mais antigos são”, explica Hurowitz. “Se encontrarmos evidências de sedimentos de lago em camadas mais profundas, saberemos que a cratera era repleta de água em grande parte de sua história geológica. Caso contrário, poderemos concluir que a formação do lago foi um evento espaçado e que não durou muito.”

 

Seja com for, toda a água de Marte chegou ao fim em algum momento de sua história. Acredita-se que sua atmosfera foi ficando cada vez menos protetora e com isso a água foi evaporando para o espaço até que o planeta se tornou um deserto por volta de 3,7 bilhões de anos.

 

O novo estudo, no entanto, põe essa data em dúvida, já que os sedimentos do lago são mais novos. “O consenso vigente é que Marte esteve em um estado muito próximo da Terra no início de sua história geológica, no período Noachiano, antes de 3,7 bilhões de anos”, diz Hurowitz. “Agora, nossa comunidade científica vai ter que reavaliar essa linha do tempo e o período em que se considera que Marte foi habitável.”

 

* Informações de Sofia Moutinho / Ciência Hoje-UOL.

   09/12/2013

 

- Fotos: Nasa e AAAS/ Science.

  

- Tópicos relacionados:

  Equipe do Curiosity diagnostica falha elétrica

  Curiosity identifica vestígios de água, mas sofre apagão

  NASA presta informações sobre ‘descoberta’

  NASA desfaz expectativa de ‘notável descoberta’

  NASA anuncia descoberta histórica em Marte

  Sonda orbitadora vê Curiosity em Marte

  Curiosity desceu em Marte com tranquilidade

  Chegada de Curiosity será mostrada na TV

  Curiosity: fogos de artifício riscam os céus de Marte

  Nasa lança novo jipe robô Curiosity a Marte

  Curiosity, o sucessor dos robôs marcianos

  Robô Spirit é sepultado na poeira de Marte

  Cinco anos dos robôs em Marte

  Marte: um eclipse solar extraterreste

  Opportunity encontra meteorito em Marte

  Os 'velhos' Robôs de Marte Objetos jogados em Marte

  Marte é aqui

  Antigo oceano em Marte?

  Mars Polar Lander: em busca da sonda perdida em Marte

  Figuras geométricas chamam a atenção em Marte

  Enigmas Vermelhos

  'Temos água', diz Nasa

  Série de artigo sobre a sonda Phoenix em Marte

  Imagem da sonda orbital Mars Global Surveyor

 

- Extras: 

Assista simulação de Marte a 4 bilhões de anos

Veja galeria de fotos envolvendo o pouso do Curiosity em Marte

 

- Para mais informações sobre a missão Mars Science Laboratory / Curiosity, visite:

  http://mars.jpl.nasa.gov/msl

   http://www.nasa.gov/msl.

   

- Siga a missão pela internet:

   http://www.facebook.com/marscuriosity

   http://www.twitter.com/marscuriosity

 

   Imagem 360 graus do Curiosity em Marte - use o mouse para girar

   Primeiras fotos da aproximação do Curiosity

   Vídeo da NASA sobre os desafios do destino

 

- Mais CURIOSITY:

- Para obter mais informações sobre a versão de zoom Mastcam,  consulte:

   http://www.msss.com/news/index.php?id=22

- Clique aqui para ver fotografias do Curiosity no JPL (Nasa).

 

- Leia outras matérias exclusivas sobre Marte em ASTROvia

 

- Produção: Pepe Chaves

© Copyright 2004-2013, Pepe Arte Viva Ltda. 

 

Leia outras matérias na

www.viafanzine.jor.br/astrovia.htm ©Copyright, Pepe Arte Viva Ltda. Brasil.

 

 

 

DORNAS DIGITAL

 

 

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter