'A linguagem das pedras nos corações dos homens' - Com a qualidade jornalística  Via Fanzine

 HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

 

 

Paleontologia

 

Maropeng/África do Sul: 

Pesquisadores descobrem espécie de hominídeo

Espécie do gênero humano desconhecida é descoberta na África do Sul.*

 

A nova espécie foi batizada homo naledi e classificada no

gênero homo, ao qual pertence o homem atual.

Leia também:

Paleotocas: Antigas estruturas cavadas por animais extintos

Museu Peter Lund vai reunir descobertas paleontológicas do século XIX 

Antepassado do homem não estava só

Tesouro é achado em local de batalha dos cruzados

 

Uma antiga espécie do gênero humano, desconhecida até agora, foi descoberta por uma equipe de pesquisadores internacionais na África do Sul, onde foram exumadas as ossadas de 15 hominídeos (família da ordem dos primatas, cuja única espécie atual é o homem).

 

Os fósseis foram encontrados em uma gruta de difícil acesso, perto de Joanesburgo, no sítio arqueológico conhecido como Berço da Humanidade e inscrito na lista do patrimônio mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

 

"Apresento uma nova espécie do gênero humano", disse o pesquisador Lee Berger, da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo, durante entrevista coletiva em Maropeng, onde fica o sítio arqueológico.

 

Em 2013 e no ano passado, cientistas exumaram mais de 1.550 ossos pertencentes a pelo menos 15 indivíduos, incluindo bebês, jovens adultos e pessoas mais idosas.

 

A nova espécie foi batizada homo naledi e classificada no gênero homo, ao qual pertence o homem atual.

 

O Museu de História Natural de Londres considerou a descoberta notável.

 

"Alguns aspectos do homo naledi, como as mãos, os pulsos e pés, são muito próximos do homem moderno. Ao mesmo tempo, o pequeno cérebro e a forma da parte superior do corpo estão mais próximos de um grupo pré-humano denominado australopiteco", explicou o professor Chris Stringer, do Museu de Londres, autor de um artigo sobre o tema publicado na revista científica eLife.

 

 A descoberta poderá fornecer mais informação sobre a transição, há cerca de 2 milhões de anos, do australopiteco primitivo para o primata do gênero humano, o antepassado direto do homem atual.

 

* Informações da Agência Lusa.

  10/09/2015

 

- Imagem: National Geographic.

 

- Leia também: 

   Paleotocas: Antigas estruturas cavadas por animais extintos

   Museu Peter Lund vai reunir descobertas paleontológicas do século XIX 

   Antepassado do homem não estava só

   Tesouro é achado em local de batalha dos cruzados

   Nas supostas ruínas de Natividade da Serra - Por C. P. Gomar

   A antiguidade dos registros rupestres do Brasil - Por J.A. Fonseca

   Cueva de los Tayos: a verdadeira caverna do tesouro - Por Yuri Leveratto

   Você sabe o que é Arqueologia? - Por Paulo R. Santos

   Fonte Magna - a herança dos sumérios ao Novo Mundo

   Brasil Central: pés e círculos impressos na rocha são alguns vestígios

   Cerâmicas précolombianas: descoberta arqueológica em Itaúna-MG

   Escócia: descoberto túmulo que refaz a história

   J.A. Fonseca registra mais um muro de pedra em Itaúna

   Antigos muros de pedras no interior de Minas Gerais

   Estranhos signos na arte rupestre do Brasil

   Questões não respondidas do Brasil Antigo - Parte 1

   Questões não respondidas do Brasil Antigo - Parte 2

   Fonseca visita os Muros da Mata da Onça VÍDEO

  As inexplicáveis 'construções' de Paraúna (GO)

   Pedra do Ingá: a tese de Baraldi e a conclusão desse autor

  Visite o portal oficial de Gabriele Baraldi

   Visite o portal oficial  de J.A. Fonseca

- Leia outras matérias de Arqueolovia

 

 

Voltar para

ARQUEOLOvia

 

 

 

A TV QUE CRESCE COMO VOCÊ

inconfidente&confiável

 

 HOME | ZINESFERA| BLOG ZINE| EDITORIAL| ESPORTES| ENTREVISTAS| ITAÚNA| J.A. FONSECA| PEPE MUSIC| UFOVIA| AEROVIA| ASTROVIA

© Copyright 2004-2012, Pepe Arte Viva Ltda.

Motigo Webstats - Free web site statistics Personal homepage website counter